5 ritos tibetanos, por uma yogini

5 Ritos Tibetanos, por uma yogini

Muito burburinho já foi feito em torno dos 5 Ritos Tibetanos pela sua fama de ser uma sequência de exercícios de incrível poder de cura e rejuvenescimento. Desde a publicação do livro “A Fonte da Juventude”, por Peter Kelder, até inúmeros vídeos no youtube, quem pratica esta série, sabe que o barulho não é à toa.

Os 5 Ritos Tibetanos são formados por uma seqüência extremamente simples e intensa de 5 kriyas-vinyasa: exercícios de limpeza, purificação e fortalecimento de energia vital, sincronizados com respirações específicas. A sequência dos ritos é tão simples, que leva somente entre 20 à 30 minutos para executar com calma, atenção e presença plena.

A beleza dos ritos está na sua simplicidade e em como trabalha todo o sistema glandular, sempre com uma atenção específica à região da tireóide, a grande responsável pelo nosso metabolismo.

Talvez por sua simplicidade, os Ritos passam batido por muitos yogis, o que é uma pena, pois podem ser incorporados como uma série de apoio a qualquer vertente de Yoga, potencializando a transmutação de energias densas que todas as práticas de Yoga buscam.

Eu me encantei com esta prática desde a primeira vez que a encontrei. Foi como um “amor a primeira vista”. Tenho uma profunda gratidão em vê-la crescendo e também se expandindo através da sinergia com conhecimentos de outras linhagens de Yoga, como o Kundalini Yoga de Yogi Bhajan, o Prana Flow de Shiva Rea e o Arthatic Yoga do mestre Choa Kok Sui. O Kundalini contribui com shakti mantras e os exercícios de abertura e aquecimento, o Prana Flow integra os movimentos entre cada kriya para uma prática mais fluida e o Arthatic Yoga conduz todas as respirações.

Todo o pranayama dos 5 Ritos é executado através da “dança” do vinyasa, que pode ser guiada pelo silêncio e pulsação do ritmo de cada movimento, ou por sons de sinos tibetanos, percussão e mantras.

Nos workshops e aulas de 5 Ritos, cada kriya é transmitida com possibilidades fluidas ou intensas, desafiantes ou relaxantes, dependendo do momento do dia, do estado de saúde e das possibilidades energéticas e corporais de cada praticante.

Artigo originalmente publicado aqui no site da Yoga Journal

Aulas semanais todas as terças-feiras ds 7h15 – 8h30 no estúdio YogaFlow/CIYMAM,   São Paulo/SP

Esta publicação foi postada por parmatmacris.

2 pensamentos sobre “5 ritos tibetanos, por uma yogini

  1. Olá sou italiano mas moro no Brasil há alguns anos. Pratico os tibetanos desde que morava na Itália e já são quase 5 anos. Só não fiz durante 2 meses por causa de um acidente de moto onde fraturei tíbia e fíbula. Posso afirmar que os tibetanos mudaram e melhoraram muito minha vida, minha saúde e meu estado físico. Hoje eu pratico Pre-tibetanos (podem ser encontrados no 2 livro dos tibetanos), tibetanos, 450 abdominais, sendo 50 por cento de pilates e stretching total. Sugiro a todos para fazer os ritos, eles funcionam de verdade !!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s